open
Seja Bem Vindo! Ganhe 10% de desconto na primeira compra

0

Meu Carrinho

R$ 0,00

Como escolher um petisco para seu Pet

2020-07-13 15:32:33

Por Pets Du Monde

Como escolher um petisco para seu Pet

Muitas dúvidas e questionamentos surgem na hora em que vamos escolher um petisco para nossos Pets. A oferta é grande e existem produtos para todos os bolsos, o que torna ainda mais difícil a escolha. Podemos te ajudar nisso, afinal somos especialistas.

Primeiramente é legal entender quais os tipos de petiscos que existem e qual a função mais adequada para cada um deles.
       
 TIPOS
  • Biscoitos
  • Carnes, cartilagens e ossos desidratados
  • Bifinhos extrusados
  • Alimentos naturais frescos
  • Ossos e palitos de raspa de couro
       
 FUNÇÕES
  • Adestramento e treinamento
  • Agrado ou recompensa
  • Distração
  • Diminuição do stress
  • Como coadjuvante na limpeza bucal        



Biscoitos:
Fabricados a partir de vários ingredientes, normalmente ricos em carboidratos, açúcares e gorduras. São assados em fornos contínuos ou estáticos. Frequentemente recebem adição de corantes, palatabilizantes, conservantes e outros aditivos importantes para a estrutura final do biscoito e para as questões de produtividade. Quanto mais macios e quebradiços, maior a presença de gorduras e aditivos na formulação.
Podem ser moldados em vários formatos atrativos, que são pensados para conquistar os tutores, já que são eles que decidem a compra.
São petiscos para agrado ou recompensa. A palatabilidade é muito variada neste tipo de produto e os próprios animais aprovam ou não seu sabor.
Como diversos ingredientes estão presentes nas muitas fórmulas e marcas, é preciso ler com atenção os rótulos e se possível, falar com o veterinário ou com a área técnica das empresas produtoras em caso de dúvidas ou possíveis intolerâncias e alergias que os pets possam ter, impossibilitando o consumo.
Muita atenção a quantidade diária oferecida ao cão ou ao gato, pois aí reside a maioria dos problemas alimentares relativos ao consumo de petiscos.

Carnes, carlilagens e ossos desidratados:
São na nossa opinião os melhores petiscos, mas é preciso conhecê-los bem.
Natural, essa classe de produto é fabricada mediante secagem - retirada da água presente no material frigorífico in natura. Por tratar-se da manipulação de matérias-primas perecíveis de origem animal,  a procedência delas é de extrema importância. Devem ser oriundas de frigoríficos certificados pelo MAPA (Ministério da Agricultura) e precisam ser processadas com técnica adequada, para garantia dos parâmetros de segurança alimentar.
Esses produtos tem estrutura rígida, alta palatabilidade e portanto, os cães precisam ser acostumados a roer esses petiscos. Muita polêmica existe em torno deles. O cachorro precisa saber comer esse snack para poder aproveitar os benefícios. Excelentes para auxiliar a limpeza dos dentes massageando a gengiva. Quando algum sangramento ocorre, é preciso verificar a saúde bucal do animal. Outra questão importante é a celeuma em torno dos engasgos e obstruções do trato digestivo. Cães muito glutões devem ser proibidos de ganhar esse tipo de produto e cães idosos poderão ter dificuldade de comê-los. A quantidade a ser oferecida segue o exemplo dado no item descrito acima. Agrado é para ser oferecido com parcimônia, para animais e para humanos (Para cães adultos e filhotes são produtos excelentes, de baixo potencial alergênico, e  contribuem grandemente com o enriquecimento ambiental. Fortalecem os músculos da mandíbula e ajudam o animal a desestressar.
 
 
Bifinhos extrusados:
 
São os petiscos mais comuns no mercado Brasileiro (não são encontrados facilmente na Europa e nos EUA, uma vez que nesses países esse tipo de petisco não tem boa aceitação).
Essa grande preferência se dá por conta de dois fatores, são produtos macios e são mais econômicos.
Feitos à base de farinha de carne e ossos, adicionados de propileno glicol (aditivo químico responsável por conferir maciez e flexibilidade ao produto), esse produto tanto pode ser oferecido como agrado como para fins de treinamento, uma vez que podem ser partidos em pedacinhos pequenos. O sabor do produto vem de aromas artificiais e palatabilizantes que são adicionados durante o processo. Isso faz com que os cães aceitem com facilidade esse tipo de petisco.
 
 
 
Alimentos Naturais Frescos:
 
Muitas frutas e legumes são opções muito saudáveis para cães acostumados a esse tipo de ingestão.
É preciso conhecer quais desses alimentos podem ser oferecidos com segurança.
Escolha sempre alimentos frescos e que sejam da preferência do seu Pet e ofereça como agrado ou recompensa.
 
 
 
Ossos e palitos de raspa de couro:
 
Por muitos anos esse tipo de produto foi comercializado e tinha muitos adeptos. Os vários problemas de obstrução e engasgue fizeram com que esse tipo de "petisco" fosse perdendo popularidade.
São feitos a partir da raspa de couro bovino, a qual é dividida, branqueada, cortada em formatos e transformada manualmente em formato do ossos nó, ou moída para fazer palitos extrusados, e na sequência,  secada por longas horas. A proteína presente na raspa fica completamente queratinizada, o que impede a biodisponibilidade quando ingerida pelo animal. Na verdade é um brinquedo que "pode"ser engolido. Tem a função de distrair o animal.
 
 
Agora você tem mias informações para escolher e julgar qual é o melhor petisco para seu animal de estimação.